domingo, 12 de julho de 2015

Super Especial - Com a palavra, o Vovô

Uma criança é sempre uma bênção numa família, não importa sob quais circunstâncias ela chega. Uma prova disso é a nossa, (nesse caso especificamente, a família onde eu nasci). E hoje trago algumas palavras do meu pai, o avô corujão da Alice. A relação deles é muito bonita, ela adora ele. Ele faz bagunça, brinca, deixa ela a vontade, e nunca a tratou diferente. Bom, chega de enrolação e vamos ao que interessa:

Com vocês, o vovô:

"Super Especial

Acredito que todos querem ser avós, por isso aguardei muito ansioso a chegada da Alice. Estava viajando a trabalho no dia que ela nasceu, e a caminho de casa tentava imaginar seu seu rostinho, seu jeito, suas características,  - Será que vai ter um pouquinho de mim nela? - E tem! A teimosia e a determinação, quando ela quer, ela faz mesmo. 

Quando veio a notícia de que a Lilica foi diagnosticada com Microcefalia, como todos na família, senti alguma coisa diferente, uma preocupação, uma angústia, que desapareceu em seguida. Ao acompanhá-la nos primeiros dias, percebi que não importava sua condição, mas sim, a alegria e o amor que ela nos trouxe. É incrível, mas ela conseguiu mudar a todos nós, nos trouxe paz e resgatou a unidade familiar que andava meio apagada. 

No decorrer dos primeiros meses,  compreendemos que apesar da Microcefalia, aparentemente ela não tem nenhuma síndrome, apenas algumas dificuldades de desenvolvimento e aprendizado. Sempre falei pra minha filha Sara que não via a Alice como diferente, apenas mais "devagar". Não assimilei ainda essa coisa de especial, não sei explicar, mas sei que ela vai conseguir fazer a seu tempo, tudo o que qualquer criança faz, não interessa quanto tempo leve, mas ela vai conseguir.

Sei que logo vou poder sair com ela, ir no parquinho, tomar sorvete, andar de bicicleta, etc... Quando vejo que ela não consegue fazer alguma coisa e busca nossa ajuda, querendo que façamos por ela, vejo que ela já assimilou, já entendeu, então para quem nem comia, hoje vejo um progresso enorme.

Pequenos aprendizados e atitudes dela me enchem de orgulho, não por ela ser especial, e sim porque é determinada. 

Alice, Lilica, Jujubinha, Nena... Ela transmite muito amor, e é extremamente carinhosa, tem o abraço mais gostoso que já recebi. Seu sorriso, sua luz e alegria, sua curiosidade e suas artes (sim, ela já faz muita bagunça), fazem dela uma menina Super Especial, e seus pais - Sara e Juliano - que em momento algum se queixaram ou omitiram e que fazem de tudo por ela, juntamente com os avós, bisavós, tios, primos e amigos faz de nós uma família Hiper Especial.

Que venham os desafios, Alice vai vencê-los um a um."

Vovô Paulo








Meu pai não contou, mas ele foi o primeiro a ganhar um beijo da Alice, e durante algum tempo, o único. S2

*Fotos do acervo pessoal do vovô e a da vovó.


Nenhum comentário:

Postar um comentário