quarta-feira, 15 de abril de 2015

Inclusão - Carinho, Respeito e muita Boa Vontade

Hoje eu quero falar sobre um assunto que sempre me preocupou e que acredito que deva ser também a preocupação dos pais com filhos que tenham qualquer necessidade diferenciada, a Inclusão Escolar. Sempre imaginei como seria, quais as dificuldades, o que enfrentaríamos quando a Alice frequentasse a creche, escola, etc. A inclusão "está na moda" fala-se muito a respeito, mas na prática...

Alice vai desde o ano passado na creche, e adora. Mas sempre tive a impressão de que ela apenas "estava lá", sem muita interação, sem muita participação. Ela gosta muito de crianças e vimos o quanto ela mudou desde que a colocamos ela na creche. Mas até então, ela (pelo menos sob o meu ponto de vista) apenas  brincava com o que queria, quando queria e com ela apenas "cumpríamos a rotina". Tivemos um pequeno contratempo, pois no início do ano foi solicitada a contratação de uma professora auxiliar, para acompanhar Alice nas atividades, refeições, etc, já que ela era ainda muito dependente pra comer, pra brincar, fazer as "tarefas". Depois de entrarmos em consenso com a Secretaria da Educação, decidimos que não era necessário. Uma das minhas preocupações era que justamente ela ficasse com essa profissional e não participasse com a turma, não fosse inclusa nas atividades. Mesmo com uma professora de apoio a responsabilidade principal ainda é da professora regente, de promover a adaptação e inclusão com o restante da turma.

É importante dizer, que agora Alice está mais interessada e ela está em outra fase, e no ano passado se ela não "rendeu" muito, foi também por causa das suas limitações e não porque quem esteve acompanhando ela não tenha se esforçado para promover a sua inclusão.

Temos nos surpreendido com a interação e participação da Alice, e também com a força de vontade das professoras em querer aprender com ela, se superarem e querer fazerem a diferença. Elas acompanham e vibram com cada evolução, cada conquista, e se interessam muito em tudo o que propomos e são muito dispostas a fazerem tudo o que puder para melhorar o convívio e a participação da Alice com a turma. Estamos muito felizes e satisfeitos em poder contar com essas profissionais que fazem toda a diferença para nós.
 
 
Lembrando que a Alice está na turma da idade dela, e mesmo que ela não acompanhe tudo, temos que manter ela sempre avançando, pois assim ela será muito mais estimulada.
 
 
A bem da verdade é que as escolas e os profissionais não estão preparados para essas situações diferentes. Se podemos contar com essas professoras, é porque elas, por sua vontade, se interessam e tentam se preparar. Mas a realidade na maioria das escolas ainda é de despreparo. Mas onde há força de vontade, carinho e respeito tudo é possível.
Abaixo algumas fotinhos da Alice interagindo com a turma, não é uma fofura?


Brincando de roda com os amigos


 
A Professora apoiando

 
"E a casa caiu!..."
Quando a professora me contou que ela tinha brincado de roda, eu enlouqueci e fiquei morrendo de curiosidade, imaginando como tinha sido. Alice não andava ainda e fiquei pensando como elas conseguiram fazer ela participar. Até que um dia a professora Eda toda carinhosa e atenciosa me disse que tinha fotografado esse momento. Adoramos!
 
 
A essas e todos os outros profissionais que nos acompanham e já nos acompanharam, semana a semana (professoras, fisioterapeuta, fono, profissionais do CAESP) para melhorar a qualidade de vida da nossa Alice, e que lutam pela inclusão assim como nós, nosso muito obrigada! Sem vocês não estaríamos vivenciando tantas alegrias com ela.
 
 
Mas, mais do que técnicas e preparação para esses profissionais, o carinho, a atenção e dedicação é que realmente vão fazer a diferença. E isso sabemos com certeza, que elas tem de sobra. Podemos dizer que a adaptação da Alice na creche foi ótima, mas podemos dizer também, que a creche se adaptou muito bem a ela.
 
 
"Um dos grandes segredos da vida é que tudo o que realmente vale a pena ser feito, é o que fazemos pelo outro."

Lewis Carroll

P.S.: Tive que cortar as fotos para não aparecer os rostos das demais crianças, pois não tenho autorização para colocar fotos delas, e isso prejudicou um pouco a qualidade das fotos, mas dá pra ter uma ideia do momento.

 

Um comentário:

  1. Q legal, q lindo ver a interação dela, imagino a alegria d vcs, ainda bem q ainda existe profissionais q realmente amam o q fazem e se empenham p q tudo dê certo, é sem dúvida importantíssimo p ela. Como ja lhe disse, ela terá o seu tempo, mas aprenderá tudo, como as outras crianças... Bjssss amiga !!!

    ResponderExcluir