quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Confissões Sinceras de uma Mãe Coruja

Que eu amo a minha filha Alice mais do que tudo e todos nesse mundo, não é segredo pra ninguém. Que eu amo estar com ela, acompanhar, fazer tudo por ela, todos sabem. Que eu sou muito coruja, babona, orgulhosa pela filha que eu tenho com certeza é do conhecimento de todos. Mas ser tão coruja é saudável?

Eu juro que eu tento me controlar. Verdade. Muitas vezes, antes de postar alguma foto, vídeo, contar alguma novidade, escrever no Blog, eu penso: "Será que as pessoas querem saber disso?". Muitas vezes eu pensei e repensei se continuaria "expondo" tanto a Alice, seja no Facebook ou aqui no Blog. Sei que algumas mães não colocam fotos dos seus babys e respeito essa decisão, acho muito válida, até por questão de segurança. Mas eu não consigo. Não mesmo.

Eu quero dividir com meus amigos (e até desconhecidos, pois aqui no Blog, muitos visitantes eu nem conheço!) os momentos de alegria, as pequenas conquistas, esses momentos mágicos que ganho de presente da minha filhota todos os dias. Sei que muitos amigos gostam de compartilhar comigo esses momentos. Sei que alguns até esperam, ansiosos, pela próxima conquista, travessura ou post sobre nossa Alice. E esse carinho que recebemos, é impagável. Vale muito mais do que qualquer crítica que recebo por ser tão babona.

Como não ficar feliz com cada etapa, cada desafio vencido, cada pequena vitória? Como não querer dividir isso? Sei que algumas pessoas pensam (e até já me falaram isso): "Nossa, mas qualquer coisinha que a Alice faz, você posta!" Sim! E vou continuar fazendo isso, pois realmente fico muito feliz e me acho no direito de dividir isso com as pessoas que se importam com a gente! Se você não gosta, não curte, não acha certo, ok eu respeito sua opinião! Basta simplesmente me tirar do seu feed de notícias para não receber as minhas atualizações ou desfazer nossa amizade no Face! Basta não entrar no Blog, afinal, ninguém é obrigado a ver ou ler nada que não seja do seu agrado ou interesse. Entendo que algumas mães ou pais acham as coisas que seus bebes fazem iguais a todos os outros, que é bobagem fazer tanto alarde por algo que acontece naturalmente, que é exagero ficar comemorando, dividindo, cada pequena coisa que os filhos fazem.

Eu não preciso explicar o porque damos tanto valor a pequenas coisas que a Alice faz, isso todos já sabem também. E vamos continuar dividindo sim, esses momentos, pois graças a Deus temos muitas pessoas boas ao nosso redor, que torcem, ficam felizes, se emocionam,  comemoram, vibram, oram pela Alice. Isso pra mim é mais valioso do que qualquer outra coisa! Quantas pessoas dividem tantas coisas inúteis, pejorativas, ou ficam se ofendendo, fazendo e desejando o mal a outros! Não vejo com o que eu faço possa ser algo ruim. É uma forma de guardarmos para o futuro, relatos dos nossos dias com a Alice, para que ela possa saber de tudo. A memória nos deixa na mão, o tempo passa, a gente esquece!

Filha, eu espero que você entenda futuramente, que tudo o que fizemos, é pensando em você. Espero que compreenda o tamanho do nosso amor por você, e o quanto lhe queremos bem. Quero que tenha certeza que você possui uma família que te ama muito, que esperou muito por você e que és a nossa alegria de viver!
Entenda o porquê de falarmos sobre sua condição dessa forma, e que em momento algum tivemos vergonha, ou achamos que esconder qualquer informação sobre isso seria o melhor caminho. Não temos vergonha, nenhuma. Nunca vamos ter vergonha de falarmos sobre você e sobre nossos sentimentos por você!

Eu babo mesmo, sou coruja sim e tenho muito orgulho de você e de todas suas conquistas.


Querida, mamãe faz tudo por você, tudo pra você.
Te amo docinho...

Um comentário:

  1. Adorei....assim como adoro tudo que você escreve e admiro muito a iniciativa de vocês. Estamos aqui torcendo, sempre! Beijo nessa família linda.

    ResponderExcluir